Lágrima

o dia em que eu não chorei

O complexo Auschwitz-Birkenau foi criado como a solução para o problema judaico da Europa. Somente lá, mais de um milhão de judeus viraram cinzas no sistema de extermínio em massa. É um dos poucos campos que ainda existem pois não

/ 2 Comments

o dia em que eu não chorei

O complexo Auschwitz-Birkenau foi criado como a solução para o problema judaico da Europa. Somente lá, mais de um milhão de judeus viraram cinzas no sistema de extermínio em massa. É um dos poucos campos que ainda existem pois não

/ 2 Comments

coisa linda de se ver

Daí que, no dia que embarquei para a Suécia, ganhei um presente incrível da Pat, que se juntou com a minha mãe e a Patinha para me dar… um blog! Pra começar, o nome genial: mawacomweno Em seguida, um monte

/ No comments

coisa linda de se ver

Daí que, no dia que embarquei para a Suécia, ganhei um presente incrível da Pat, que se juntou com a minha mãe e a Patinha para me dar… um blog! Pra começar, o nome genial: mawacomweno Em seguida, um monte

/ No comments

o noivado ou senta que lá vem a história

A gente já falava disso há muito tempo. Casar, morar junto e seus derivados passaram a fazer parte de nosso plano de vida e, com uma viagem à França agendada, a mulherzinha aqui já estava super pronta para dizer o

/ 7 Comments

o noivado ou senta que lá vem a história

A gente já falava disso há muito tempo. Casar, morar junto e seus derivados passaram a fazer parte de nosso plano de vida e, com uma viagem à França agendada, a mulherzinha aqui já estava super pronta para dizer o

/ 7 Comments

mário chamie

Chamie – Nessa época, eu e Vinícius… Eu – Peraí, qual Vinícius?? Chamie – De Moraes. Eu quase caí pra trás. Ele convivia com Vinicius de Moraes. Aquele senhor, fofo que só, conversava com Vinicius de Moraes. Embora todo mundo

/ One Comment

mário chamie

Chamie – Nessa época, eu e Vinícius… Eu – Peraí, qual Vinícius?? Chamie – De Moraes. Eu quase caí pra trás. Ele convivia com Vinicius de Moraes. Aquele senhor, fofo que só, conversava com Vinicius de Moraes. Embora todo mundo

/ One Comment

vovô

Chorei demais. É lindo. Vovô from Luiz Lafayette Stockler on Vimeo. Via IdeaFixa.

/ One Comment

vovô

Chorei demais. É lindo. Vovô from Luiz Lafayette Stockler on Vimeo. Via IdeaFixa.

/ One Comment

dedicada

De: MaWá Para: Weno

/ One Comment

dedicada

De: MaWá Para: Weno

/ One Comment

impressionante

Imagem pós tsunami do Japão. Pra gente lembrar que é muito menor – e menos importante – do que pensamos ser.

/ No comments

impressionante

Imagem pós tsunami do Japão. Pra gente lembrar que é muito menor – e menos importante – do que pensamos ser.

/ No comments

jacó

Vocês já conheceram por aqui o meu avô materno, Milek. Já o meu avô paterno não costuma estar tanto em minha memória, não por qualquer tipo de preferência, mas porque ele se foi enquanto eu ainda era bem pequena. Ou

/ 7 Comments

jacó

Vocês já conheceram por aqui o meu avô materno, Milek. Já o meu avô paterno não costuma estar tanto em minha memória, não por qualquer tipo de preferência, mas porque ele se foi enquanto eu ainda era bem pequena. Ou

/ 7 Comments

andando em círculos

Elas são lindas e nem mesmo sabem o motivo. Uma afirmação sem questionamento torna-se apenas uma constatação. Tenho que ser bem sucedida, tenho que estar na moda, tenho que responder à altura de tal coisa. E daí? Que altura é

/ One Comment

andando em círculos

Elas são lindas e nem mesmo sabem o motivo. Uma afirmação sem questionamento torna-se apenas uma constatação. Tenho que ser bem sucedida, tenho que estar na moda, tenho que responder à altura de tal coisa. E daí? Que altura é

/ One Comment

aos vivos

A primeira morte com a qual tive que lidar foi a de meu avô paterno. Eu tinha uns 7 anos quando acordei e dei de cara com a família inteira na minha casa. Vê-los ali me deixou feliz nossa, todo

/ 3 Comments

aos vivos

A primeira morte com a qual tive que lidar foi a de meu avô paterno. Eu tinha uns 7 anos quando acordei e dei de cara com a família inteira na minha casa. Vê-los ali me deixou feliz nossa, todo

/ 3 Comments