je love thai

Depois de controlar a ansiedade por dias intermináveis, finalmente a aula de cozinha thai com o Hugo Antares na Escola Wilma Kovesi aconteceu (aquela que eu ganhei de presente do Cozinha Pequena). Lá estava eu, na minha segunda aula de culinária da vida, dessas que você vai a um lugar e fica com a eterna vontade de pegar todas aquelas panelas e sair correndo pela rua. O Hugo e a cozinha thai são igualmente simpáticos. Uma explosão de cheiros e sabores que devem ser sentidos de acordo com a ordem estabelecida, variando entre doce, salgado, azedo e pimenta. A cozinha thai tem uma complexidade de sabores que nós, herdeiros ortodoxos dos sabores europeus, não estamos acostumados. Além disso, pela própria localização, os ingredientes são bem estranhos (no sentido de “não conhecido”). Confesso que às vezes eu me perdia no curso porque nunca havia ouvido falar no negócio e ficava tentando adivinhar o que era e onde eu poderia comprá-lo, até a hora que eu desisti e lembrei que eu sempre posso perguntar isso pra Let, minha personal wikipedia culinária. Experimentei galanga, um tal de primo do gengibre (foto abaixo). Me convenci de que preciso de uma wok para ser totalmente feliz nessa vida. E lembrei o quão importante é fazer as coisas com paixão e sentir aos poucos todos os sabores que devem ser sentidos.

– Garçom, pufavô, me vê um curso eterno na Wilma Kovesi, de preferência com a Deh e com a Let?

Mais fotos no Flickr.

3 Comments

  1. QUE DELÍCIA!!!!!!!!!!! Ahhh queria estar lá com vcs!!! ADOREI as fotos… ADOREI!!!

  2. AH! Eu perdi essa =(
    Pede 2 pro garçom? Curso de culinária eterno em companhia maravilhosa é tudo que eu quero!

  3. Vou mandar meu marido no próximo curso de comida thai (ele é o chef da casa). Fiquei morrendo de vontade :-))
    Bjs.

Leave a Reply